Análise: The Speed Rumbler / Rush & Crash (Arcade)

Game: The Speed Rumbler / Rush & Crash (J)
Plataforma: Arcade
Gênero: Racing/Shooting
Ano: 1986
Produtora: Capcom

srumbler

Apresento a vocês um dos meus jogos de “fliperama” preferidos das antigas, a máquina que ficava ao lado de Black Dragon na casa de arcades que eu mais frequentava.

Speed Rumbler, ou Rush n’ Crash se você é do Japão, é um belo joguinho da Capcom muito pouco conhecido, um arcade que transformou games de corrida como “Spy Hunter” e “Road Fighter” em uma coisa totalmente diferente, esquecendo o scroll vertical tradicional e permitindo o jogador passear livremente pela tela, enquanto desvia de obstáculos, atira em inimigos e ainda arruma tempo para coletar itens.

Matar, Desviar, Salvar prisioneiros... coisas do dia-a-dia

Matar, Desviar, Salvar prisioneiros... coisas do dia-a-dia

Você é Super Joe, o mesmo personagem das séries Capconescas “Commando” e “Bionic Commando”, apesar desse jogo não ter absolutamente nada a ver com os outros. Enfim, Super Joe chega um dia em casa e, ao invés de encontrar comida na mesa, encontra um bilhete preso na parede:

Sua familia sendo raptada e o bilhete que estragou o seu dia

Sua família sendo raptada e o bilhete que estragou o seu dia

Tudo indica que um tal de Zapper chegou invadindo e levou sua família embora, nada de pão com sardinha hoje, você tem 24 horas para resgatar seus entes queridos e seus amiguinhos da vila.

Aí começa a aventura de Jack Bauer Super Joe, que sem perder tempo entra em seu veículo blindado equipado com um canhão que atira bolinhas e vai em busca da galera.

Joe coça a cabeça, preocupado com a longa viagem

Joe coça a cabeça, preocupado com a longa viagem

Joe tem um longo percurso a seguir, são 6 estágios para chegar em Zap Town e 24 horas para cumprir a viagem, uma média de 4 horas por trecho, coisa pra quem pisa fundo. Mas aí aparece o grande problema desse jogo, o controle do carro é terrível, uma porcaria mesmo, parece que o piso é feito de quiabo e as rodas do carro são lisas, e para agravar ainda mais, a única forma de fazer curvas é girando o carro em velocidade, não dá para parar e manobrar, ou ao menos dar ré.

Só sai dai arranhando a pintura

Só sai daí arranhando a pintura

Por causa dessa “dificuldade” no controle do carrinho, a morte é uma visita constante aqui. É muito fácil ter a energia drenada pelos inimigos e mais fácil ainda cair em precpícios na tentativa de pegar um item.

E os itens são importantes nesse jogo. Eles são encontrados em pequenas casinhas de madeira com grades e um enorme balão HELP aparecendo, nessas pequenas celas encontram-se os seus amiguinhos da vila, a galera da roupinha verde, que ao serem salvos te recompensam com algum power-up para seu veículo, pode ser mais velocidade, tiros mais rápidos e fortes, reparos para o carro ou mais nível de energia.

Salvando um refém feliz que te recomensa com health, o outro aguarda em desespero logo à frente

Salvando um refém feliz que te recomensa com health, o outro aguarda em desespero logo à frente

Mas e aí? Quando o life do carro acaba? Eis que a Capcom deu um toque especial a esse game, inseriu um botão de “eject”. Isso mesmo, a qualquer momento, de preferência quando o carro começa a pegar fogo, você pode saltar fora do carro e seguir a pé, com sua arma que atira em três direções, e tentar sobreviver até seus capangas trazerem outro carro pra você, e aí encontramos outro probleminha.

Seu amigo caminhoneiro sempre deixa seu carro reserva em locais dificeis

Seu amigo caminhoneiro sempre deixa seu carro reserva em locais difíceis

O problema agora é que nem sempre seu amigo traz o carro novo para um local de fácil acesso, ou seja, além de você estar minúsculo, cercado de veículos inimigos que tentam te pisotear, tentando escapar das balas que vem em 8 direções, ainda tem que se virar para chegar vivo até o carro… Isso quando o veículo não é largado em cima de um prédio ou dentro de um rio.

A pé, na raça... morte certa e dolorosa

A pé, na raça... morte certa e dolorosa

Nessa versão de jogo “a pé”, você pode atirar e ainda mandar uma cambalhota estilosa para escapar dos tiros. Alguns inimigos tambpem saem de seus carros e vem te combater de peito aberto, uma pena que não é possível roubar os carros deles, seria o primeiro GTA.

Apesar de minúsculos, os gráficos são muito bons, bastante detalhados e coloridos, uma marca da Capcom dessa era. Assim como os gráficos, as músicas também são bem caprichadas, eu detectei 3 musiquinhas diferentes, 1 para cada 2 estágios e mais uma de “suspense” para o big boss.

O único boss do game, o robozão da Zap. Noob completo.

O único boss do game, o robozão da Zap. Noob completo.

O desafio aqui é altíssimo, acentuado pelo controle confuso, é verdade. Speed Rumbler foi feito para tirar você do sério, e para completar, o jogo precisa ser zerado 2 vezes para mostrar o final, essa velha mania feia da Capcom.

Gráficos star-color1star-color1star-color1star-grey3star-grey3
OST star-color1star-color1star-color1star-grey3star-grey3
Jogabilidade star-color1star-color1star-grey3star-grey3star-grey3
Gameplay star-color1star-color1star-color1star-halfstar-grey3
Diversão star-color1star-color1star-color1star-color1star-color1
Geral star-color1star-color1star-color1star-halfstar-grey3

Sobre Matt
Em 2003 inventou de criar um fotolog de mini-resenhas de arcade (/pushstart) e acabou conhecendo um bando de problemáticos que gerou uma zine (OGZ), um blog de resnhas (FTW) e agora a fusão dos dois (OGZFTW).

4 Responses to Análise: The Speed Rumbler / Rush & Crash (Arcade)

  1. Neo disse:

    Essa mania da Capcom, lembro até hoje o dia que passei 3 vezes seguidas “Super Ghouls ‘n Ghosts” até o castelo, pra ver se o maldito me deixava passar.

    Mais foda ainda é que o jogo estava em japa, passei 3 vezes sem saber da porra da chave. 8D

  2. 9voltclub disse:

    Cara acredita que eu só fui conhecer o Speed Rumbler no final do ano passado? Peguei uma coletânea da Capcom pra PS2 – Capcom CLassics Collection 2 e ele tá incluso. Mas sô mais o Jackal da Konai que esse

  3. VIDEL disse:

    Os classicos da capcom são MARA!
    uma pena que esses tipos de arcades não tinham por aqui!
    joguinho com a minha idade! huauhaeuh :]
    devo ser bom (tudo de86 é bom)

  4. JT disse:

    Essa mania da Capcom era foda, ainda bem que ela desistiu de fazer essa malvadeza com os jogadores.
    Joguinho legal esse em, vou procurar pra jogar.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: