Análise: Street Fighter II (Arcade/snes/mega/etc)

Em 1991 a capcom em ritmo de “Winners don’t use drugs” lança no mercado o jogo de luta mais importante de todos os tempos, Street fighter II.

abertura

Enquanto aqui em cima o logo do jogo, lá embaixo...

Numa época em que não se contavam com muitos jogos de luta, a capcom resolve fazer a continuação do primeiro Street Fighter (até então um jogo de péssima jogabilidade, e pouco reconhecido). No inicio o jogo possuía vários bugs, como arremessar o adversario pra fola da tela com o guile, golpes que acertavam a tela toda, a impossibilidade de escolher dois personagens iguais, mas isso não impediu do jogo ganhar fama mundial.

nego-apanha

.... Nego apanha! (dois guris de prédio que não aparecem no jogo)



Street figther II fez tanto sucesso que apareceu em diversos consoles logo em seguida, como Snes, mega drive (tinha que usar o controle de 6 botões) , em playstation e saturno e outros consoles mais recentes em forma de coletâneas. SFII teve mais remake que a cara do Michael Jackson. Alguns para corrigir bugs existentes nas versões anteriores, outros apenas para melhorar os gráficos ou introduzir personagens novos.

Na primeira versão contava apenas com 8 personagens selecionáveis:

escolher-personagem

Joelma VS Guile


Chun-li : A musa de todo marmanjo, e personagem preferida das meninas na época.

Blanka: O Brasileiro verde oliva, que lembra muita a vocalista do Calypso. Escolha preferida dos que só ficavam usando “manha”.

Ryu: Protagonista da série.. Não tenho muito o que falar dele, mas parece um cara legal.

Ken: O Pronome relativo masculino do singular (quem) é a versão americana do Ryu com cabelo de macarrão, a única diferença é que o “balão” dele vem com cambalhota do Didi inclusa.

Dhalsim: O homem elástico. Era muito escolhido por noobs que achava que ele tinha um potencial, já que podia atacar a distancia, mais tarde acabava descobrindo que ele podia “apanhar” a distância também.

Zanguief: O comunista de cueca vermelha, Seu golpe era o mais poderoso porém mais difícil de aplicar, pra não calejar os dedos ao dar o 360º no controle só usando a blusa pra proteger o polegar.

E.Hoda: O lutador de sumo, não gosto de fazer piada com gordinhos.

Guile: Era o único que dava “balão” no ar, bem equilibrado mas que tinha uma rasteira dupla que era um saco.

Logo depois foi lançada uma versão onde podiam ser escolhidos os chefes:

escolher-personagem-2


*Balrog: O cara que não chuta.

*Vega: Espanhol frufru, que usava uma mascara pra proteger o rosto e garras que caiam no meio da luta.

Sagat: O enorme lutador de Muay Thai que possui uma enorme cicatriz de apendicite.

*M.Bison: O ultimo chefe, possuía a rasteira mais chata do jogo na qual ele nem sequer agachava.

*na versão japonesa eles tem os nomes trocados (vá em curiosidades no final do texto)

Por fim foram lançados 4 personagens:

escolher-31

Cammy – gostosa!

Fei Long Feito na china, só podia ser copia de alguem mesmo.

T.Hawk – Um índio mexicano, jajajaja agregame a tu F/F

Dee Jay – Um passista da mangueira que passa o jogo todo rindo, até quando apanha.

Como brasileiro tem mania de aportugaysar tudo, vários golpes ganharam nomes próprios em português, alguns exemplos:

street_fighter1


Ken/Ryu: O golpe giratório e impronunciável de ken e ryu tinham nomes como *Tatapturuken , PapaiTartaruga, TectecFrugen e até de Papaiquerfruta, qualquer coisa que soasse parecido com o som valia até Ataquedascorujas. Enquanto o hadouken era mais pronunciado como Gáduguen ou Aduguen!

*Tatsumaki sempukiaku é o nome original do golpe, que em português significa algo próximo de “dançando e rodando, em ritmo de festa”.

E.Honda: a famosa cabeçada do E.Honda tinha o apelido de CUZCUZ, só podia ser comida né? Vindo do Gordinho.

Zanguief: O golpe mais temível do jogo, quem não tinha medo quando o brutamontes de sunga vermelha te “encurralava” no canto? A sorte era que ninguém sabia dar aquilo, O pilão rodado do Zanguief tinha o apelido em vários lugares de PARAFUSO, acho que não precisa de muita explicação isso, ainda tinha uns analfabetos que dizia PIÃO RODADO, ou PEÃO RODADO… faltava só um boi pro golpe!

Guile: O Sonic Boom era chamado de ALEX FULL. Enquanto o outro golpe era a famosa gilete do guile, Tinha que falar “GILETE DO GUILE” só gilete não valia.

Sagat: Tiger robocop…. Sem comentários!

street-fighter-2-turbo-hyper-fighting-4

A jogabilidade era fácil e simples e inovadora. Até hoje é comum encontrarmos pessoas que usam os golpes de SFII como referência em outros jogos de luta.

– Como é mesmo que dá o especial do wolwerine???

– Dá hadouken pra frente com 3 botões de soco.

A diversão não ficava apenas nas lutas. Os bônus stages eram divertidíssimos, nada melhor que quebrar coisas pra relaxar:

bonus-stages1

Barril: Nesse bônus você tinha que destruir o maior numero de barris possíveis. Cada barril destruído era um “pipipipipi” a mais na contagem. Só recentemente eu vim descobrir de onde diabos caiam os tais barris.

donkeydestruindo-barril

Muro: nesse bônus você tinha que destruir um muro que foi construído sem alvará.

Carro: Essa era a melhor fase de bônus de todas (tinha em Final Fight Também), você tinha que destruir um carro. O homem, a revolução industrial. O ser humano mostrando sua superioriade em relação as maquinas e mostrando toda a sua força.

Em resumo, pegue o Blanka pra passar dessas fases, rápido.

isso-ae

As músicas do jogo são excelentes. Composta pela desconhecida banda Alph LyLa, responsável por trilha sonora de outros jogos da Capcom como Capitão Commando e Final Fight. Quem não se empolga ao ouvir o tema do Guile sendo tocado enquanto você voa pelos ares distribuindo voadores sem acertar ninguem?

ssf2_newc

O gráfico também é muito bom, tanto dos personagens como do cenário. Existia certa movimentação no fundo do cenário (pouco, mais havia), como a galinha e os ciclistas na fase da Chun li, ou os guris de prédio que ficavam só levantando o bracinho sem definir pra quem estava torcendo. Alem disso havia ainda barris e caixas que quebravam ao derrubar alguém encima delas.

street-fighter-capcom-movie

A fama do game chegou em 1994 até os sets de holywood de onde saiu um filme (não muito inspirador, mas que na época obrigou os pais a levarem a gurizada de prédio ao cinema pra assistir). No filme estrelava Jean-Claude Van Damme como Coronel Guile, e Raul Julia como Mister Bison. O roteiro era meio furado, mas me divirto assistindo isso até hoje. Recentemente estão realizando um filme sobre a Chun Li… esperemos pelo pior.

Gráficos: star-color23star-color23star-color23star-color23star-grey22
OST: star-color23star-color23star-color23star-color23star-color23
Jogabilidade: star-color23star-color23star-color23star-color23star-grey22
Gameplay: star-color23star-color23star-color23star-color23star-color23
Diversão: star-color23star-color23star-color23star-color23star-color23
Geral: star-color3star-color3star-color23star-color23star-color23

CURIOSIDADES:

* O filme foi considerado tão ruim pela critica, que Raul Julia (família addams/M.Bison) morreu após as filmagens, deixando a carreira de ator.

* Em 1991 Street Figther foi relançado, a Capcom dos EUA, decidiu por trocar os nomes de 3 dos 4 chefes finais. Isto porque o boxeador Balrog , como é conhecido nos paises ocidentais, é chamado de Mike Bison / M. Bison (pronuncia-se Maique Baisson) no Japão, em alusão à Mike Tyson, o boxeador. A fim de evitar um possível processo vindo do ex-empresário do lutador, Dom King, eles preferiram trocar os nomes, só Sagat que não sofreu a mudança. Se J.J.R.Tolkien estivesse vivo, Balrog também seria passível de processo.

E então no final ficou assim:

M.Bison (Ocidente) – Vega (Japão)

Balrog (Ocidente) – M. Bison (japão)

Vega (Ocidente) – Balrog (Japão)

Street Fighter II Turbo: Hyper Fighting foi lançado em 1992 e é a resposta da Capcom aos piratas que, usando uma cópia do jogo fizeram uma série de alterações na programação original de Street Fighter II, deixando-o muito mais atraente. Os lutadores podiam usar várias bolas de fogo ao mesmo tempo e executar os golpes especiais no ar. A Capcom utilizou as melhores idéias dos piratas e tirou os defeitos mais gritantes. Possuem versões nos consoles Snes e Mega Drive.

* Deixa de ser curioso e vai estudar….

Anúncios

Sobre VIDEL
Como me definir? vá em /configurações/opções/melhorar resolução da cara do videl

13 Responses to Análise: Street Fighter II (Arcade/snes/mega/etc)

  1. brunocarreirao says:

    Poderia comentar várias frases épicas da resenha.
    Mas vou comentar uma tag.
    Quem é Julia Paes?

    Irmã da JULIANA Paes?

  2. VIDEL says:

    irmã do RAUL JULIA rapaz!

  3. Matt says:

    filha do Raul com a Juliana

    TATAC-TREC-TRUUUUGEN

  4. 9voltclub says:

    faltou lembrar o lendário abrasileiramento RORIUKEN que muitos não sabiam se era o HADOUKEN ou SHORYUKEN.

    Aqui nas locadoras do meu bairro o golpe da Chunli chegou a ser chamado PITI SANTIM!, assim como o Dhalsim se inspirava nos homens das cavernas pra gritar “UGA!” ao invês de YOGA!.

  5. Justo says:

    Bons tempos. Destaque da criatividade dos brasileiros de chamar o Dhalsim de “Macumba”.

    Noob, eu nunca ouvi falar desse termo na época do sucesso de Street Fighter II. O pessoal e eu falavamos Ruinzão e Apelão.

    Obs. A Julia Paes é nome duma atriz pornô.(risos)

  6. Nirvaninha says:

    aa cara esse jogo foi a minha infancia T.T
    e o lendario ataquedascorujas é esse nome mesmo akele outro la muito loco nao é nada

  7. Justo says:

    Mais uma coisa: também lancaram a versão Super Street Fighter II, que tem o personagem secreto Akuma e foi o primeiro jogo de luta a ter o movimento Super Combo.

  8. Anselmo says:

    Julia Paes é ex namorada da Tamy Gretchen, que só ficou famosa por causa disso, e tambem pq depois fez um filme pornô com a T. Gretchen filmando ….

    Mas vou apontar uma esquecida nesse post….
    vale comentar os Street Fighter de RODOVIÁRIA?!?!?
    aonde os Hdoukens fazian zig-zag e dava pra soldar 100 meteoros por segundo?
    Vale comentar o “tiger robocop” com yoga fire saindo pela canela?!
    o Pilão que o Zanguieff sumia da tela e aparecia?

    meeew, e tinha a manha da combinação de botão que vc TRAVAVA a maquina… e tinha que reiniciar e/ou tirar e por da tomada….

  9. Jose Lopes says:

    Classico, grande jogo bom ate nos dias d hj

  10. Denilson says:

    Golpes do Dhalsim: Macumba vai, Macumba vem

    No texto do blog, a zoação é tanta que muitas vezes é difícil saber o que é verdade e o que não é!

    Acho que eu tinha alguma outra coisa para comentar, mas esqueci…

    t+

  11. Moe says:

    Tinha a famosa tchaka tchaka do ryu/ken.
    E o ranequifú do guile.
    E o tiger ring (knee) do sagat, acho que a partir do super street.

    E Eric Honda? O nome certo era Edmond.

    O parafuso do Dhalsim.

    O rola bosta do vega kkkkk

  12. Claudio says:

    Só faltou falar dos bugs do guile em street fighter 2, o famoso ventinho e quando ele ficava congelado naquele chute de cabeça pra baixo kkkkkk.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: