Beetle Adventure Racing

beetle-adventure-racing518401

Ao pensar na biblioteca do Nintendo 64 fica difícil lembrar de alguns jogos bons que não fossem aqueles clássicos de sempre, ainda mais porque a maioria dos jogos realmente bons fora desse círculo nunca saíram do Japão e tem nomes difíceis de serem pronunciados, coisa de 8 sílabas pra cima. Entre os que saíram por aqui, um que é imperdível pra qualquer doido que coleciona é Beetle Adventure Racing!, lançado aqui no Brasil como As Aventuras do Fusca! Em 1999, mais exatamente há 10 anos e 5 dias.

Em 1998 o novo Fusca foi apresentado ao mundo fazendo todo aquela onda. A princípio a idéia de um jogo para promovê-lo seria só isso mesmo, mas o jogo caiu em boas mãos e a coisa foi muito além disso. Calma lá, já era 1999 e a Electronic Arts já tinha deixado de ser boas mãos há algum tempo, o que que ta havendo aqui?

Versão beta

Versão beta

A Electronic Arts só fez mesmo a distribuição, quem fez o jogo mesmo foi a Paradigm Entertainment que antes tinha feito Pilotwings 64, Aerofighters Assault, aquele Formula 1 oficial do Nintendo 64 que todo mundo jogou e os jogos do Exterminador do Futuro do PS2. Da EA, o que sobrou dentro do jogo foi o HUD copiado e colado do Need For Speed 3 (aquele que o velocímetro é mostrado em close), todo o resto foi criado do zero.

Em primeiro lugar, não se tratava de um jogo de direção realista, a coisa ficou um estilo arcade inspirado em San Francisco Rush sem seus milhões de defeitos. As 6 pistas foram detalhadamente projetadas, mesmo com os carros mais rápidos uma volta dura uns 2 minutos que nunca ficam repetitivos de tantos atalhos e caminhos alternativos, como pular da ponte pra dentro de uma caverna ou pular por cima de um vulcão em erupção pra não ter que passar pelas cavernas por dentro dele.

A quantidade de detalhes que botaram nos cenários é absurdo, e ainda por cima conseguiram esconder o clipping do cenário dando uma draw distance que poucos conseguiram. O preço disso foi que o jogo todo roda quase em tela cheia, digamos que se a tela da TV fosse a contagem de 100% a tela deste jogo ocupa por volta de 85%, o que realmente incomoda um pouco no começo mas rapidamente se acostuma, principalmente se a TV for preta.

"Quase" tela cheia

"Quase" tela cheia

No departamento de som que a coisa ficou bonita: a trilha sonora é daquelas que marcam, as músicas são muito legais, bem feitas e combinam perfeitamente com os cenários, algumas delas serviriam muito bem pra uma sala de espera de dentista. Os efeitos sonoros não ficam atrás e até coisinhas como passar sob capim e encostar em grades saltam aos ouvidos. No fim da postagem tem links para ouvir a trilha no youtube caso se interessem.

A jogabilidade é sem comentários: perfeita e funciona como tem que ser. A princípio só duas pistas estão disponíveis, que são o primeiro campeonato do jogo; terminado, mais 2 fuscas ficam disponíveis e mais pistas, e assim por diante. Os primeiros fuscas que aparecem são melhores mas só mudam as cores mesmo, depois que aparecem outros que mudam detalhes como aerofólios e pára-choques e depois aparecem outros como o fusca da polícia e um do disco voador que aparece dentro de um atalho de uma das pistas. Cada um tem sua buzina, menos o da polícia que liga suas sirenes que fazem os carros da CPU encostarem lol.

Fora do sistema de campeonato, também tem uma pontuação que é marcada batendo nas caixas numeradas que aparecem nas pistas aos montes, muitas delas estão fora do trajeto e pra conseguir as maiores pontuações é necessário pegar mais de um caminho durante uma mesma corrida. Tambem tem as caixas que dão um turbo por alguns segundos e escondido por aí as caixas que habilitam cheats, uma delas fica dentro de um monte de feno na primeira pista, é só entrar com o carro nele sem medo.
beetle-turbo
Como em 90% dos jogos de Nintendo 64, o multiplayer não foi esquecido mas também não foi qualquer coisa. Fora o modo de corrida, o modo battle de Mario Kart foi adaptado pra uma versão fusca e ficou excelente, vale uma jogada se tiver como.

Esse é mais um daqueles jogos que praticamente passaram em branco na sua época mas ganhou seus fiéis seguidores que esperam ansiosamente pelo seu lançamento no Virtual Console. Dependendo de qual for sua placa de vídeo, este jogo pode rodar bem ou não no emulador, então fique de olho.

Coventry Cove Mount Mayhem Inferno Isle

Sunset Sands Metro Madness Wicked Woods

Curiosidade:

– Na Austrália, o jogo foi relançado meses depois com o nome HSV Adventure Racing com os fuscas foram trocados por esse outro carro, modelo muito mais popular na região.

Gráficos: star-color23star-color23star-color23star-color23star-color23

OST: star-color23star-color23star-color23star-color23star-color23
Jogabilidade: star-color23star-color23star-color23star-color23star-color23
Gameplay: star-color23star-color23star-color23star-color23star-color23
Diversão: star-color23star-color23star-color23star-color23star-color23
Geral: star-color3star-color3star-color23star-color23star-color23

4 Responses to Beetle Adventure Racing

  1. 9voltclub disse:

    Aaaaaah, passo

  2. tomnesbitt disse:

    Um jogo que cumpre o que promete, a diversão. Muito bom.

  3. Matt disse:

    joguei e gostei! aquele do Lamborghini é bem legal tambem para o 64.

  4. Raphael Belmont disse:

    Taí, esse eu não conhecia… vou aproveitar que agora eu tenho um N64 e tentar dar uma conferida nesse. Se um bit boy falou que é bom, tá falado!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: