WTF Análise: Alex Kidd and the Lost Stars (Master System)

Game: Alex Kidd and the Lost Stars
Plataforma: Master System
Gênero: Viadagem
Ano: Quem se importa?
Produtora: Sega (sob a forte influência do lado rosa da Força)

Sentiu o drama?

Sentiu o drama?

E aí, sentiram minha falta? Aposto que não. Aposto que nem lembram quem sou eu. E também aposto que desconhecem a força da minha ira por este jogo. É com muita relutância e rancor do coração que apresento a vocês o capítulo mais homossexual da história da sega: Alex Kidd and The Lost Stars.

Pulando como uma gazela na tela de abertura.

Pulando como uma gazela na tela de abertura.

Mas como isso pôde acontecer?!

Que porra é aquela ali em cima? õ_o

Que porra é aquela ali em cima? õ_o

No final dos anos 80, o CEO da Sega, Kazuya Torinaga, desistiu de tanto stress e aborrecimentos que a vida de empresário lhe proporcionava e largou tudo. Mudou seu nome para ZABELÊ e se mudou para a Botsuana, onde passou a viver apenas de sua musica, um estilo que combinava Reggae e Trance que ele chamava de “Habimba”.

Foi uma época negra para a Sega. Onde arrumariam um novo presidente para a empresa, tão competente quanto fora Torinaga? Foi então que os acionistas elegeram SEU LADIR como o novo manda chuva. Com o bordão “A Sega é MARA!!”, a gestão de seu Ladir foi marcada por lançamentos um tanto quanto excêntricos, como Fantasy Zone e Aztec Adventure. A ordem agora na empresa era “quanto mais colorido, melhor”. Então veio a gota d água, o píncaro da boiolice: o ultimo Alex Kidd para Master, “The Lost Stars”.

Seu Ladir falando aos fãs da Sega na Tokyo Gameshow de 1988.

Seu Ladir falando aos fãs da Sega na Tokyo Gameshow de 1988.

História

Alguém pode me explicar?

Alguém pode me explicar?

Após passar a noite inteira sonhando com os personagens de Cho Aniki, Alex Kidd acorda ALTERADO e com uma vontade enorme de sair liberando por aí. Quando ele abre a janela do seu quarto, qual não foi sua surpresa e alegria ao constatar que seu mundo foi invadido por blocos coloridos! Alex sai de casa pulando como uma gazela, enfrentando os novos inimigos com um objetivo em mente: tomar de assalto a casa do falecido Clodovil Hernandez em Ubatuba, e realizar lá um concurso de Drag Queens.

Jogando a bagaça

Vá se fuder.

Vá se fuder.

Pois é, amigos. Neste GAYme, Alex deve enfrentar inimigos que redefinem o conceito de viadagem em jogos. São cachorros gigantes que vomitam letras, cartas de baralho que andam, trenzinhos bala e coisas desse nível. E TU NÃO PODE ATACAR! Tudo o que você pode fazer é pular e torcer pra não ser atingido. Teu boneco só pode atacar se pegar uns quadrados estranhos que caem do céu, que te dão poderes pra te deixar mais PEDERASTA do que tu já é.

O famigerado cão vomitador de letras.

O famigerado cão vomitador de letras.

A trilha sonora do jogo foi toda composta por Torinaga, agora ZABELÊ, e seu Habimba, o ritmo quente do momento.

Prepare o seu coração

Rush está TENSO.

Rush está TENSO.

Agora é o melhor de tudo, pessoal. Se você já teve a ousadia de jogar isso, já deve saber o que é. Se não jogou, respire fundo, tome coragem e faça o que eu lhe ORDENO:

1-Abra seu emulador de Master

2-Rode o jogo

3-Seja atingido de propósito

4-???????

5-RAGE

Não teve coragem de fazer isso, né? Eu sabia. És uma franga.

Quando o Alex Kidd morre, ele dá um grito. Sim, um grito. Naquele sintetizador de voz SUPER COMPETENTE do Master System. Esse boneco morrendo é simplesmente uma das coisas mais AURSHF que eu já vi em um jogo. CARALHO, irritante é pouco!! Após ser atingido algumas vezes, você pode ter duas reações: ou tu fica com vontade de dar a bunda pro vizinho ou taca o controle no chão, com profundo ódio, enquanto se pergunta se deus existe.

WAAAAAAAH!!

WAAAAAAAH!!

Como se isso já não bastasse, essa porra de jogo é DE TEMPO. Ou seja: se você demorar demais na fase, teu life vai diminuindo sozinho até que tu morra, dando aquele gritinho ATREVIDO.

Ah, e eu fiquei com a reação número 2, só pra constar.

Continue? Não, obrigado.

Continue? Não, obrigado.

Considerações finais

Após o lançamento desse jogo, a franquia afundou de vez. Alex Kidd foi esquecido para todo o sempre e o Master System morreu no Japão. Seu Ladir foi expulso a socos e pontapés do prédio da Sega por seguranças fortemente nervosos, e jurado de morte pelos acionistas da empresa. Temendo por sua vida, fugiu para o Brasil, casou e hoje mora no Rio de Janeiro, com sua esposa e seu chiuaua de estimação, chamado pompom.

Diz a lenda que após jogar “The Lost Stars” demais, um garoto japonês se descobriu viado e se mudou pro litoral do Ceará, tentando seguir os passos de Priscilla (um Pokémon gay lendário) e se tornar também uma rainha do deserto. Então eu não jogaria isso se fosse você.

Se após ler esta matéria e de todos os avisos que eu te dei você ainda tiver vontade de jogar isso, é viado.

Não tem desculpa, É VIADO.

Alex Kidd é MARA!!

Alex Kidd é MARA!!

Gráficos: star-grey22star-grey22star-grey22star-grey22star-grey22
OST: star-color23star-grey22star-grey22star-grey22star-grey22
Jogabilidade: star-grey22star-grey22star-grey22star-grey22star-grey22
Gameplay: star-grey22star-grey22star-grey22star-grey22star-grey22
Viadagem: star-grey22star-grey22star-grey22star-grey22star-grey22star-grey22star-grey22star-grey22star-grey22star-grey22

BONUS STAGE: A peleja de Belmont contra o Terrível Pirulito, na terra dos lifes sem fim

Esse sou eu.=Dd

Esse sou eu.=Dd

Há muito tempo, quando os 16 bits estavam despontando, este que vos fala era apenas um garotinho juvenil e sem um vídeo game, que tinha como a Locadora do Dedé seu segundo lar. Era o point dos moleques do bairro, e onde todos se encontravam pra jogar conversa fora, comentar o episódio do Jaspion ou do Jiraya daquele dia e, é claro, torrar a grana dos pais jogando.

Pois bem. Naquele lugar utópico, existia um guri de prédio chamado Pirulito. Era um garoto gordo, ruivo e era conhecido por essa alcunha por estar sempre com um pirulito na boca, e comprar um a cada 10 minutos enquanto estava jogando na locadora (lá também vendia doces, era o paraíso da pirralhada). Ele era do meu grupo de amigos, e nos dávamos muito bem, mas naquele dia o bicho pegou.

Não, esse não é o Pirulito. Mas parece.

Não, esse não é o Pirulito. Mas parece.

Estava lá eu jogando o Shatterhand no NES, quando Pirulito adentra o recinto. Disse oi a todos, e quando veio falar comigo fizemos nosso cumprimento especial, como sempre fazíamos (e que só a nossa turma sabia), e aí ele sentou pra jogar. Sempre estava na cadeira do Master System, que era praticamente dele.

Pirulito: Ô Dedé, chegou alguma coisa nova aí pra mim?

Dedé: Opa, chegou aqui um Alex Kidd novo…

Pirulito: ALEX KIDD NOVO, PORRA? BOTA AÍ!

Cacete, era um Alex Kidd novo! Eu devia ter pegado o Master, pensei comigo mesmo. Adorava o até então mascote da Sega. Mas Pirulito fora mais rápido. Logo a pirralhada começou a se aglomerar na frente do console, pra ver como era o jogo novo. Preferi ficar no NES mesmo, estava com muita inveja.

RONALDO.

RONALDO.

10 minutos depois o pessoal já tinha voltado pros seus lugares, deixando ele sozinho jogando o game novo. Só que o Pirulito era ruim. DEMAIS. Conseguia ser atingido a cada 2 segundos, e toda vez q acontecia, o personagem dava um gritinho gay e extremamente irritante.

Pirulito: Ô Dedé, me vê um pirulito aí. Aquele da língua azul.

Mais 15 minutos se passam, e ele não parecia ter melhorado no jogo. Continuava sendo atingido o tempo todo, e aquela mesma musiquinha da fase já estava me deixando puto.

Aí uma hora ele começou a imitar o gritinho de morte do Alex Kidd toda vez que acontecia. Foi a gota d água. Desconectei o controle do NES do console e joguei na cabeça dele COM GANA.

Pirulito: Que porra é essa? Ta doido?!

Belmont: Tu vai parar de jogar isso. AGORA.

Pirulito: E se eu não quiser?

Belmont: É VIADO. ESSE JOGO É DE VIADO!!

Publico para o qual o jogo foi desenvolvido.

Publico para o qual o jogo foi desenvolvido.

O moleque partiu pra cima de mim com a cadeira em que ele se sentava pra jogar, me acertando nos braços, com os quais eu tentei me defender. A pirralhada já gritava “PORRADAAA! PORRADAAA!!” e “Dá Hadouken! Dá Hadouken!” enquanto a gente se batia no chão da locadora. Naquela altura o meu óculos já tinha caído metros longe de mim, e o pirulito do Pirulito ainda tava na boca dele. Aquilo só me dava mais raiva!

Então o Dedé chegou, PUTO da vida, puxou a gente pela orelha e expulsou da locadora. Disse que a gente só voltava quando fosse amigo de novo, e que agora eu tava devendo 10 mil cruzeiros pelo controle de NES que eu tinha tacado na cabeça do meu amigo.

Depois disso a gente fez as pazes, rachamos a grana do controle e voltamos a cair nas graças do Dedé e da molecada, e hoje (sim, a amizade persiste) entramos finalmente em consenso: Alex Kidd And The Lost Stars é jogo de viado.

Seja um MACHO ALPHA, leitor. Seja um macho alpha.

Até a próxima!

Obs: Passei horas editando essa matéria porque a tabulação do wordpress tá me sacaneando. Se ficar mal tabulado, foda-se.

14 Responses to WTF Análise: Alex Kidd and the Lost Stars (Master System)

  1. Nesbitt disse:

    “ou tu fica com vontade de dar a bunda pro vizinho ou taca o controle no chão”

    Eu acho que tu foi na primeira opção!

    rsrs!

  2. Marco disse:

    uahauh, q jogo colorido da porra. deve ter ausado mts ataques epiléticos!

    pelo menos o Alex não ta com cara de m*rda na capa

  3. Nesbitt disse:

    Estou enganado ou esse jogo existe também para arcade?

  4. brunocarreirao disse:

    Resenha ÉPICA!

    “A pirralhada já gritava “PORRADAAA! PORRADAAA!!” e “Dá Hadouken! Dá Hadouken!”

    Dá Hadouken?! HAHHAHA

  5. Tio_Panda disse:

    Que nostálgico! Que tempos bons akeles… Pra fim foi entre 1994 e 1996… Aih discutiamos na locadora Kamen Rider Black RX, Winspectors, Solbrain, Cavaleiros do ZOdiaco, Shurato, Samurai Warriors e os games que rolavam no Playstation era Resident Evil, Tekken 2, no snes, Street Fighter, Super Metroid, Final Fight, Capitão Comando, Sunset Riders… No mega Drive só sonic e golden axe….

    Ô tempinho bom… voltem, tokusatsus… Voltem bons tempos de jgar video game coletivamente onde a galera se reuia um pra ajudar o outro na locadora a passar de fase pq os games eram foda e nao tinhamos acesso a FAQs, guias, cheats e diabo a 4….

    Lembro de uma turma de uns 4 muleques com espinha na cara jah apanhando durante duas horas do tyrant do Resident Evil, aih meu irmão, que na época (1996) já ia para os 10 ou 11 anos de idade, que gostavade jogar resident pra passar otempo, decide pedir pros guris grandes (por volta de 13 e 16) pra deixar ele tentar e não é que o desgraçado consegue matar o chefe na primeira tentavia!!!! Todo mundo de olho arregalado… Mas felizes, agora poderiam ver o final! xD

    Bons tempos…

  6. SirBlack disse:

    Seria um bom assunto pra próxima tirinha

    ”Dá Hadouken”

    suahsuahsasa

  7. Wolverine disse:

    Tinhas as revistas da época também… Super game power, Ação Games, GamePro…. esses tempos jamais voltaram. Jogar na locadora era muito da hora. Os controles que vira-e-mexe num funcionava um botão direito( do SNES 90% das vezes era o Y). Nem vou começar….

  8. VIDEL disse:

    yasu nunca posta, e quando posta manda umas épica dessa!
    huuhaeuhaeuh
    essa ai era pra ir pro “CONTOS DE LOCADORA” :P

  9. Tetsugo disse:

    AAAAAAAAAAAHHHHHHHHHHH XD
    Gente, pesquise a porra do nome desse jogo e confiram o grito mais gay da história dos games, é ridículo LOL…

  10. 9voltclub disse:

    O moleque tinha apelido de lollipop, entao ele ja queria queimar desde dessa epoca

  11. diegobatera disse:

    UIAHEUIAHEUIAHEIAUEHAIUHEAIUEHAIUEH

    AGORA que eu vim ler esta porra.
    EPIC FAIL!!! :D

  12. Bôsco-Caruaru-PE disse:

    Esta foto dos dois gays e de que jogo ?

  13. PHANTOM OF CLODOVIL disse:

    ESSE JOGO É SUSSA MUITO BOM ADOROOO
    FALA MAU NÃO UI.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: