Clássicos até o Fim: Alundra [3]

Continuando nossa jornada, eu estava indo até a casa de Septimus, pois ele me prometeu contar mais sobre meus recém descobertos poderes. Septimus começa falando que Wendell não é o único morador da vila com esses pesadelos fatais. Sybill também tem esses pesadelos, e pior: acordada! Vocês devem sem lembra dela, foi a primeira moradora que surgiu já que saí da casa de Jess. Além dela, Nadia é outra com esse mesmo problema. Mas com ela ocorre de objetos ao seu redor explodirem enquanto ela delira nos pesadelos…..cruzes! Nadia é aquela moça que não dorme há dias e que parece estar ficando doida…

Septimus explica que chegou até a vila de Inoa por conta dos acontecimentos bizarros que acometiam os moradores, mas, só com seu conhecimento pouco ele pôde fazer para ajudá-los. Agora que cheguei, pareço ser a única esperança desse povo…

aham, claro, sabia que ia sobrar pra mim mesmo...

Ao tentar sair da casa de Septimus, um explosão seguida de um terremoto acontece! Há uma mina de exploração ao norte de Inoa e Septimus diz que deve ser de lá todo esse tremor. Saí da casa e um dos moradores me alertou que um dos trabalhadores da mina está na casa do prefeito de Inoa. Fui correndo pra lá. Olen parece estar bem mal mesmo, deitado na cama e tendo alucinações…os moradores estão preocupados….Nisso chega Septimus e me conta que, pelo que andou escutando, as últimas palavras de Olen foram “MURGG”. Após isso, o homem desmaiou.  Murggs são aqueles macaquinhos com garras, mas o prefeito de Inoa estranha o fato deles terem atacado os trabalhadores da mina, pois eles nunca foram de atacar ninguém.
Bom, a única esperança é que eu entre na mente de Olen e tente descobrir o que aconteceu por lá….Mas Septimus me dá um aviso tenebroso: se Olen vier a falecer enquanto eu estiver em sua mente, morrerei também…..!

Olen’s Nightmare

Dentro da cabeça de Olen, pude comprovar tudo que eles estavam fazendo antes da mina desabar. Estavam construindo um túnel, que supostamente passaria por debaixo de uma enorme árvore, lar dos Murgg. Enfim, alguma coisa acabou dando muito errado aqui…
No pesadelo, ao falar com Olen, ele me pede pra falar com Zane pra ele religar uma máquina. Zane diz o comando pra religar a máquina, : esquerda, esquerda, direita e esquerda novamente. É bom anotar.

anotado chefia

Ao retornar para Olen, ele fala sobre uma bomba que serve pra destruir a passagem. Só que, após destruída, um grupo de murggs aparece. Tá explicado então. Matei todos e ainda faturei o terceiro Gilded Falcon.
Nessa hora, Septimus berra pra que eu volte o mais rápido possível!!

Retornando, todos estranham o fato dos murggs estarem atacando os moradores da vila. Nessa hora o estado de Olen piora e o pior acontece: Olen falece. Uma música triste começa a tocar, só pra ressaltar o fato das melodias desse jogo serem supremas!

o ataque dos murggs e a morte de Olen

O prefeito de Inoa me aconselha à ir pra casa descansar, afinal, acabei por passar por uma dura etapa. Ao chegar em casa, Jess estava atarefado em sua oficina. Ele me conta que, não faz muito tempo, o povo de Inoa costumava a orar por imagens, imagens essas que representavam os deuses pra eles. Mas, de repente, um rei ordenou que sumissem com todas as imagens. Os moradores não tiveram outra escolha à não ser destruir todas imagens e estátuas, muitos deles fizeram isso aos prantos…
Nessa época, um enorme palácio emergiu das águas, ao norte. Isso aconteceu fazem 5 anos, mas Jess diz se lembrar como se fosse ontem…Desde aquela época, os moradores de Inoa foram perdendo, pouco a pouco, a vontade e a paixão por criar coisas novas, era como se tudo que tivesse restado neles fosse um corpo oco…Pensavam que pouco adiantaria o que fosse que criassem, e se os deuses se enfurecessem e destruíssem tudo denovo?

Mas, por quaisquer outros motivos, Jess encontrou novamente a paixão por criar coisas novas, no caso, armas. E me conta que acabara de criar a Mining Bomb, o primeiro acessório do jogo, servirá pra abrir buracos ou fendas em pedras.

Mas Jess teme que eu me aventure nas minas e acabe morrendo lá também, então ele me diz que vai até lá ver como estão as coisas e só depois vai me autorizar à ir. Mesmo assim, surrupio a bomba e no próximo capítulo vamos explorar a tal mina!

Anúncios

One Response to Clássicos até o Fim: Alundra [3]

  1. julio soares says:

    jogão demais

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: