Retro Comparativo: Gun Smoke (Arcade VS NES)

...

1988 foi um ano fantástico para os gamers, a Capcom estava em alta e lançou uma conversão excelente de um dificílimo arcade. Gun Smoke, um shooter vertical cheio de peculiaridades e com um desafio e tanto.

Gun Smoke vai criado originalmente para o arcade, era mais um daqueles shooters verticais, onde o monitor da maquina ficava “em pé” e a tela movia-se automaticamente de baixo para cima, o típico estilo dos jogos de “navezinha” que a gente via nessa época. Só que Gun Smoke não tinha navizinha nenhuma, e sim um cowboy justiceiro que parte sozinho em busca de criminosos, tudo indica que motivado pelo dinheiro da recompensa de cada captura.

 

Gun Smoke no Arcade: belos gráficos e dificuldade exagerada

 

Em termos de jogabilidade, Gun Smoke é um dos mais originais que já vi. Primeiro por ter 3 botões alinhados que funcionavam da seguinte forma: o primeiro (da esquerda) fazia o cowboy atirar diagonalmente para a esquerda, o da direita – logicamente – fazia os tiros irem digonalmente para a direita, apertando o botão do meio, os tiros saem para frente. Apertando juntos os botões da esquerda e da direita, nosso herói manda uma rajada para cada lado, outro detalhe importante é que ele sempre atira para frente, nunca vira de costas, o que simplifica a jogabilidade mas aumenta bastante a dificuldade, porque mais à frente no game os inimigos vem por todos os lados, inclusive da parte de baixo da tela, e cada vez mais bem armados.

 

Ninjas no velho oeste, sim!

 

Como todo shooter, você deve seguir sem receber nenhum tiro ou tocar em algum inimigo, o que não é uma tarefa fácil aqui, Gun Smoke é um dos arcades mais difíceis que já vi, posso pensar em poucos shooters que oferecem tanto desafio como esse. Alguns itens estão em barris pelo caminho, botas para velocidade, armas para um alcance maior do tiro, e o famoso “Pé de Pano”, o cavalinho branco que te garante uns hits extra antes de bater as botas.

 

Arcade VS NES, a diferença gráfica é gritante, não poderia ser diferente.

 

A primeira grande mudança na conversão para o Nintendinho, além – é claro – dos gráficos e som muito inferiores (nem tem graça comparar os gráficos e efeitos sonoros nesse caso, não é?), é exatamente na dificuldade. A Capcom reduziu bastante a dificuldade no NES, transformando num game completamente jogável, difícil ainda, mas bem mais agradável de jogar, sem a dificuldade exagerada do arcade. É bom enfatizar isso, Gun Smoke no NES também é difícil, mas é uma dificuldade justa.

Outra limitação encontrada para converter, foi encontrada no controle do NES. Com apenas 2 botões, era impossível reproduzir o esquema do arcade, então ficou dessa forma: O botão B atira para a esquerda, o A para a direita, e pressionando os dois simultaneamente tem-se o tiro para frente, uma solução que deu muito certo. Tudo ficava mais fácil e menos cansativo quando você tinha um controle com rapidfire.

 

Carnificina de nativos americanos é aqui

 

Enquanto no arcade os pontos só servem para se exibir na tabela de High Score, no Nintendinho é a moeda corrente do velho oeste. Juntando pontos matando inimigos e coletando sacos de dinheiro pelo caminho, nosso herói pode negociar com vendedores pelo caminho e comprar armas diferentes, cavalinhos e as famosas Smart Bombs, as bombinhas espertas funcionavam como um seguro de vida para o cowboy, caso ele recebesse um tiro ou tocasse em algum inimigo, a bomba entrava em ação e matava tudo que estava na tela. Muito útil nas partes mais difíceis do game.

 

Lojinhas dos nativos camaradas, compre armas, cavalos e a bomba esperta no débito automático

 

Outra adição interessante no NES é o poster de “WANTED” que está escondido pela fase. Sem encontrar o poster, a fase não tem fim. Você ficará em loop infinito até encontrar o poster que leva para o boss do estágio. Isso foi interessante para os jogadores bolarem estratégias de acumular dinheiro em uma determinada fase ou simplesmente equipar-se com mais power-ups antes de encontrar o big boss. O poster sempre fica escondido no mesmo lugar, depois de jogar algumas vezes, fica fácil saber onde ele está.

Todas essas coisinhas fazem de Gun Smoke do NES um jogo melhor que o do arcade, na minha humilde opnião. Deixe a sua aqui!

Sobre Matt
Em 2003 inventou de criar um fotolog de mini-resenhas de arcade (/pushstart) e acabou conhecendo um bando de problemáticos que gerou uma zine (OGZ), um blog de resnhas (FTW) e agora a fusão dos dois (OGZFTW).

5 Responses to Retro Comparativo: Gun Smoke (Arcade VS NES)

  1. Cosmão disse:

    Joguei uma vez pra resenhar no antigo /CK, mas nunca tinha visto a versão Arcade, como é bela.

    Pelo visto no NES a coisa é mais jogável.

  2. Guilherme disse:

    Lembro de ter jogado isso no meu bom e velho Dynavision.

    …bons tempos…

  3. Max Carnage disse:

    Tem um mod de um jogo muito parecido com esse com o seu madruga no lugar do cowboy uhsahusahu

  4. alexandre disse:

    minha infancia na frente desse jogo!!! tambem so consegui finalizar com controle turbo. o saudades do meu turbo game.

  5. André disse:

    Adorava esse jogo, hj lamento ter vendido o cartucho.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: