Análise: Batman (PC Engine)

Game: Batman
Plataforma: PC Engine
Gênero: Ação
Ano: 1990
Produtora: Sunsoft

Criativa capa do game.

Criativa capa do game.

Ixtorinha:
Estamos no fim dos anos 80. O cinema já havia passado bons bocados com títulos que hoje são clássicos e em 23 de Junho de 1989, nada menos que Tim Burton dirige o primeiro de uma saga de 4 capítulos sobre a vida de justiceiro de um dos mais famosos heróis da DC Comics. O filme fez tanto sucesso que o mundo dos games não poderia ficar de mãos abanando; todas as plataformas em atividade na época receberam Batman, o game baseado no filme, nas mais diferentes versões. Essa é uma delas, uma das mais diferentes e criativas onde Batman não sai por aí simplesmente dando porrada, pulando e usando suas bat-bugigangas.

Abra suas asas, solte suas feras...

Abra suas asas, solte suas feras...

Bem, até agora não falei quase porra nenhuma sobre o jogo, mas fui obrigado a enrolar, já que o game não possui textos nem vídeos contando o que rola nele. Ou seja, abra a mente e invente o que tá rolando no game, se não consegue fazer grandes ligações com o filme ao longo do jogo.

Uma das poucas animações.

Uma das poucas animações.

In game:
Como falei, nada de ficar pulando ou enchendo os palhaços e demais de socos. No jogo mesmo seu objetivo é fazer um número X de coisas, onde X varia ao longo das fases e COISAS varia de Stage pra Stage. No primeiro, por exemplo, temos que catar umas bugigangas pelas ruas de Gothan, enquanto no segundo ato o negócio é limpar as obras do museu e deixá-las brilhando,
atuando de faxineiro, literalmente.

Leleeee lele, lelelelelelelee...

Leleeee lele, lelelelelelelee...

Os vilões do game variam também a cada Stage, sendo no primeiro o cirquinho do Coringa. Os inimigos são paralisados com o bumerangue, mas por um tempinho curto. Você precisa atirar o bumerangue neles, aí eles vão ficar na posição de FINISH HIM! e aí é só tocar que eles morrem. Por um tempo curto, logo aparece outro palhaço no local. O poder dos inimigos variam também, tem os simples que só ficam andando pelas salas feito uns bocós, tem os que dão uma corridinha ao te ver (ou pela sala inteira), tem os que atiram um tirinho tão mixuruca que dá pra sentar e ler a bíblia sagrada antes da bala te acertar.

Botando a palhaçada pra dormir.

Botando a palhaçada pra dormir.

É baseado em número de vidas (que aumentam conforme os pontos), e o Batman morre assim que toma uma simples porrada. Acabando as vidas tem o sistema de continue infinitos que volta para a mesma fase do Stage que estava, porém, sem as habilidades que conseguiu com os itens.

Temos alguns itens espalhados pelas fases que ajudarão o cosplay de Zubat a se livrar dos proxenetas pelo caminho;
Morceguinho – Aumenta a velocidade do Bat-Bumerangue ou sei lá o que seja.
Botas – Aumenta a velocidade das pernas do Batman, que no começo anda que parece que tá cagado.
Triplo morceguinho – Aumenta o número de bumerangues a serem atirados simultaneamente. Ou numa linguagem mais pobre, “dá mais tirinho”.
L – Aumenta o alcance do bumerangue.
Bomba – Extermina a palhaçada geral do local temporariamente.
Estrelinha branca – Deixa o Batman invencível por uma carinha.
Relógio – Aumenta 1 minuto o tempo para passar de fase.
Coringa – Item raríssimo que aumenta x1 o número de vidas.

Aqui você tem que libertar esses balões super WTF.

Aqui você tem que libertar esses balões super WTF.

Trilha sonora:
Não espere músicas darks que combinam com o clima dark do Batman. O som chega a ser bom, lembra trilhas de alguns jogos do NES (como a maioria dos jogos do PC Engine) e os barulhinhos de ação são quase cômicos.

Controle:
Dispõe de uma grande variedade de botões; Direcionais – Anda; Botão 1 – Atira; Botão 2 – Atira. Se apertar os botões que atiram mais de uma vez, atira mais de um bumerangue se você catou o item que tem 3 morceguinhos.

Trânsito ao estilo Carmagedon.

Trânsito ao estilo Carmagedon.

Algumas curiosidades:

– Desenvolvido pela Sunsoft, a mesma que produziu os jogos baseados no filme do Batman de 89 para outras plataformas.

– Composto de 4 Stages e um final onde ocorre apenas as lutas finais.

– O game não possui chefes ao fim dos Stages, exceto no Final Stage que apresenta uma sequência de 3 chefes sendo o último o Coringa.

Why so ridiculous?!

Why so ridiculous?!

– Não possui qualquer tipo de texto com histórias, diálogos, etc.

Graficos star-color2star-color2star-color2star-grey2star-grey2
OST star-color2star-color2star-color2star-color2star-grey2
Jogabilidade star-color2star-color2star-grey2star-grey2star-grey2
Gameplay star-color2star-color2star-color2star-color2star-grey2
Diversão star-color2star-color2star-color2star-grey2star-grey2
Geral star-color2star-color2star-color2star-grey2star-grey2

Anúncios