Death Metal Bowser

Anúncios

Mario Kart LIVE

Mario Kart RULES!

Mortal Paper Kombat

FINISH HIM! PAPER CUT STOP MOTION STYLE!!!

WTF: hit do hadouken

Quando imagino que já tinha visto de tudo….

Bitboy Comics: FTW#9 IF PAC MAN DIE…

Mais uma tirinha (depois de um longo tempo), dessa vez sobre nosso amigo amarelo!

Roteiro: Videl
Arte:  Rodrigo (vulgo) Bobba Fett

Leia mais deste post

Análise: My Kingdom for the Princess (PC)

GAME: My Kingdom for the princess
PLATAFORMA: PC
GENERO: Puzzle click

Outro minha amiga me mandou esse jogo aqui e disse “baixe, jogue! ” enfim
1) não coloquei muita fé no jogo porque:

Leia mais deste post

WTF: O Ópio dos Gamers

O título deste texto é alusivo ao livro de Raymont Aron chamado O Ópio dos Intelectuais no qual o autor critica os marxistas contemporâneos que seguem Marx como se fosse uma espécie de profeta, ironizando a famosa frase de Karl Marx “A religião é o ópio do povo”. “Mas o que isso tem a ver com games, seu filho da puta?”


Tem a ver que, assim como muitos pseudo-intelectualóides que encaram o marxismo como uma religião, um grupo de filhos da puta encara o ato de jogar videogame da mesmo forma:  são os famigerados ISTAS.

Esse grupo de indivíduos é predominado por filhinhos de papai que acham que são independentes por quem compram games com a própria mesada! Sim, a P-R-Ó-P-R-I-A MESADA!

Só que como a mesada é limitada, os muleques tem que se limitar a ter apenas um único console e por algum motivo que até hoje permanece sem explicação, eles tem uma incontrolável necessidade de justificar a compra do seu console, provando para os amiguinhos que o console dele é o melhor. E aí eles ficam por aí falando um monte de bosta pela rua, na escola, em fóruns na internet e até aqui no blog.

O que mais impressiona é que não existem limites, qualquer coisa é motivo para demonstrar superioridade. Se o console do imbecil tem 1 entrada USB a mais que o concorrente, isso é motivo de dias e dias de gozação. Porra, uma entrada USB? Vai meter o pau lá por acaso?!

Prefiro uma xóta raspada

O que me deixa puto com esses idiotas é que eles sequer são coerentes. Por exemplo: na geração passada, os nintendistas pregavam a não-pirataria e qualidade de jogos em detrimento da quantidade, enquanto os sonystas arrotavam as vendas do console e a vasta biblioteca que tinham a disposição; hoje os papéis se inverteram completamente.

Aliás, falando em vendas, isso é uma outra coisa idiota. Tipo, faz sentido tu querer que o jogo que tu gosta venda bem pra que aumente a chance de receber uma sequência ou que o teu console venda mais para atrair mais desenvolvedoras. Agora ficar torcendo e comemorar quando o jogo do teu console vende 10 mil cópias a mais do que o concorrente ou então quando o jogo fodão do concorrente é fracasso de vendas? Isso é coisa de filho da puta.

Picture unrelated. Prossiga a leitura.

Outra coisa que o istas adoram é perda de exclusividade. Para os babacas de fórum, uma perda de exclusividade é melhor até do que uma orgia com gêmeas bissexuais. Lembro quando Resident Evil 4, que até então era exclusivo do Gamecube, foi anunciado para Playstation 2. Jorraram gifs animados pela internet com coisas do tipo “chupa nintendista” e outras merdas. Como assim “chupa”? O cara não vai deixar de jogar o jogo só porque vai lançar pro teu console, filhão! E esses caras ainda estufam o peito para dizer coisas do tipo “roubamos mais uma exclusividade de vocês!” como se fossem acionistas da empresa, ou algo que o valha.

Mas no fim das contas, o que mais me deixa puto, PUTO mesmo, é que esses mongolóides acham que todos são como eles! Lembram quando escrevi Houston, wii have a problem? Apareceu um bando de filho da puta me chamando de ista só porque critiquei o console deles. Só que eu não acho o Wii uma merda porque tenho um Xbox 360. Acho o Wii uma merda porque ele é uma merda mesmo, oras (não entrarei novamente no mérito, se quiser saber, leia Houston, wii have a problem). Então se o cara não gosta de Zelda porque o boneco não pula, “ele é um sonysta flammer”; se acha que Metal Gear Solid tem CG’s demais, ele é um “caixista recalcado”; se acha que Halo é uma grande merda que só faz sucesso por ter um marketing absurdo, é um “nintendista que acha que só Mario, Zelda e Metroid são bons”. Na moral, tomem no cu.

Existem ainda os istas que viram a casaca, como por exemplo o cara que o 360 dá 3rl e compra um PS3 e  a partir daí Kratos passa a ser o Macho Alpha dos games e Halo e Gears of War passam a ser shooters genéricos, sendo que antes ele endeusava estes jogos.

Istas acham isso divertido

Ah, cansei de falar desses bostinhas. Quero que todos morram.