Boletim especial – The Belmont’s portable curse

Pra começar, gostaria de dizer que nunca na história da minha vida eu senti tanta raiva, ódio, rancor e vontade de matar alguém. Eu tô com o coração transbordando de fúria. Tem quase dois dias que eu não durmo direito, pensando no que aconteceu e do quanto isso me deixa inconformado.

A questão é essa: meu Nintendo DS está fudido. FUDIDO. E não tem nem 3 meses de vida.

Entretanto, ese acontecimento nefasto me lembrou de um fato assaz perturbador desta minha vida sem propósito: essa não foi a primeira vez que isso aconteceu comigo. Durante a minha vida toda eu tive portáteis, mas nunca consegui manter nenhum por muito tempo. Sempre dava alguma merda, acontecia algum cataclisma ou eles simplesmente paravam de funcionar, do nada. Depois de hoje, eu tenho certeza: nada disso é normal. Existe uma força maior conspirando contra mim e meus pequenos video-jogos.

Hoje eu dividirei com vocês minha trágica história com CONSOLES PORTÁTEIS.


*Capítulo 1: Game Boy Pocket

A primeira vítima da maldição.

Lá pra 1995, cansado do meu Master System II com Alex Kidd na memória, eu decidi que compraria um video-game novo. Não aguentava mais ver a molecada rica da minha sala com revistas de videogame debaixo do braço, discutindo os novos lançamentos, enquanto que eu só tinha um console ultrapassado com um jogo só. Era humilhante.

Mas como um pirralho de 11 anos compra um videogame novo sem a ajuda dos pais?

NÃO COMPRA.

Já conformado com o fato de que eu jamais conseguiria comprar um console novo, lembrei que tinha um primo que possuía um Game Boy Pocket, mas não jogava porra nenhuma. Só tinha Tetris. Ora,  um portátil seria melhor do que nada, pensei eu. “Eu posso jogar debaixo da carteira, sem a professora ver! Melhor ainda, eu posso usar como computador de bordo, quando eu for brincar de nave usando as peças do sofá de casa”, eu dizia pra mim mesmo, no auge da minha fase de garotinho juvenil.

Eu quando era pirralho.

Fui na casa desse meu primo de bicicleta mesmo, pois meus pais não estavam muito afim de me deixar lá, não interessava se era longe. Após 1 hora de pedaladas, transito caótico e ruas subindo, cheguei, cansado pra caralho.

Mas não seria tão fácil conseguir aquele Game Boy. Como eu sempre fui um fudido não tinha dinheiro, o que dava pra fazer era tentar faturar o console trocando por alguma coisa de igual valor (ou não). Ofereci meus bonecos do Kamen Rider, minhas revistas Herói e até o meu boneco do Seiya, mas nada do cara ceder… só que eu era persistente. Consegui um acordo com ele. Eu lhe daria todos os meus jogos de PC (a maioria demos que vinham em revistas) e MEU MASTER SYSTEM II pelo Game Boy.

Aqui, deixo um espaço para que vocês sintam indignação diante de tamanho DESPAUTÉRIO.

.

.

.

.

.

.

.

.

I DUNNO LOL

Parecia uma boa idéia na hora.

Dei mais uma viagem até em casa, e mais outra até o meu primo, com a mochila cheia de cds disputando espaço com meu Master velho de guerra. Estava muito cansado, e minhas costas doíam… mas tudo aquilo valeria a pena. Eu teria um sistema novo, e novos games pra jogar. Havia conseguido o meu tão desejado Game Boy Pocket.

Cheguei em casa e liguei o bicho. Ele estava sem som e não pegava fita nenhuma, não importava o que eu fizesse. Agora era tarde demais pra destrocar.

Fúria.

Desnecessário dizer que eu fiquei louco de raiva e quebrei o Game Boy em mil Pedaços, jogando-o com força no chão e gritando feito um animal fiquei um pouco estressado.

-Fator força do destino: Estava perfeitamente normal quando eu saí de lá.

Capítulo 2: Game Boy Advance SP

Mais um que se perdeu na minha mão.

Em 2006, eu tinha um Dreamcast. Era um videogame tão cheio de vitória que merece um post só pra ele, mas essa é outra história. Pois bem. Esse Dreamcast, apesar de eu amar como o filho que eu nunca tive, estava me dando muita dor de cabeça. Pra vocês terem uma idéia, ele não rodava jogo nem de cabeça pra baixo. Tu tinha que colocar um cd, depois pôr algo bem pesado em cima do console e rezar pra acontecer alguma coisa. Não obstante, não havia mais nada nele que me interessasse jogar. Então eu pensei: “Vou trocar por outro console, SENSACIONAL!”.

Trocar console. O primeiro sinal de que ia dar merda.

Fui domingo de manhã numa feira famosa aqui na minha cidade, com a intenção de vende-lo ou troca-lo por alguma coisa melhor e com mais opções de jogo. Pra efeito de constagem, essa feira é cheia de mitos e lendas MÁGYKAS, MYSTIKAS e TOTÊMYKAS. A lenda diz que é possível se encontrar de tudo lá, até mesmo bonecos do He-Man e chocolates LOLO.

Como o Dreamcast já tinha saído de linha fazia algum tempo, havia perdido boa parte do seu valor. Então fui bem equipado. Levei o console, 4 controles, 3 VMUs e os jogos Phantasy Star Online (edição especial) e Jet Set Radio ORIGINAIS. Queria fazer um bom negócio, troca-lo por pelo menos um Playstation 2.

No fim do dia eu voltei pra casa apenas com um Game Boy Advance e uma fita pirata de Castlevania.

Aqui, mais um espaço para a profunda revolta de vocês. Sim, eu mereço toda a sua raiva.

.

.

.

.

.

.

.

.

Eu não sei explicar isso.

Parecia uma boa idéia na hora.

Na semana seguinte, eu troquei esse Game Boy Advance e a fita por um Game Boy Advance SP, sem fita. Não iria precisar, pois havia conseguido comprar um Zelda de um amigo por um precinho bem camarada.

Dois dias depois, meu cachorro entrou no meu quarto e DEGUSTOU meu GBA com requintes de crueldade. Fiquei sem Dreamcast, sem GBA e sem paciência, mais uma vez enlouquecendo de ódio e quebrando tudo no meu quarto, inclusive o cachorro ficando um pouco estressado.

-Fator Força do destino: Fala sério, alguém que vocês conhecem já passou por isso?

Raiva.

Capítulo 3: Game Gear

Com esse aqui a dor foi mais forte.

Sempre foi um sonho de infância ter um Game Gear. Quando eu era pirralho, um primo rico meu tinha um, e vivia me fazendo inveja, nunca me deixando jogar. Isso sempre me fazia ficar muito triste. Cresci com o desejo de ter o trambolho portátil da Sega, e um dia meu desejo foi finalmente realizado.

Uma amiga minha, que vinha do Rio passar as férias aqui em Fortaleza, trouxe pra mim de presente o “pequeno” console. Logicamente eu delirei em êxtase, ignorando completamente a existência de todos e jogando Shining Force Gaiden 2 com ele por semanas, incessantemente.

O problema é que ele funcionava a base de pilhas, e logo elas acabaram. E pilha é um troço caro pra cacete. Então comecei a pensar em como fazer pra me tornar independente delas. Li na internet que a fonte do Mega Drive funcionava perfeitamente no Game Gear, e fui testa-la nele, feliz da vida. O console ligou, o jogo começou… e aí a tela apagou e a fonte EXPLODIU.

Parecia uma boa idéia na hora.

Tentei colocar pilhas depois pra ver se ele voltava a funcionar, e nada. Agora quero testar de novo com uma fonte de Mega nova, do jeito certo, mas não tenho uma. Ninguém tem.

-Fator força do destino: Pesquisei um monte na internet antes de ligar e perguntei pra um monte de gente como fazia. Todos me deram respostas erradas.

Rancor.

Epílogo: Nintendo DS

Minha mais nova falha.

Agora chegamos ao epílogo da minha história, ao ápice da minha revolta. Depois dessa, eu nunca mais compro um portátil de novo.

Tudo começou em agosto do ano passado, quando eu conheci o site Deal Extreme. Eles estavam vendendo Nintendo DS a rodo e em um monte de cores diferentes, e melhor ainda, com frete grátis. Ia me sair por menos de R$150 reais! Tinha que aproveitar essa oportunidade.

Só que, pra variar, eu não tinha dinheiro nenhum. E o que eu faço quando não tenho dinheiro nenhum? Eu vendo console na feira do mal lá.

Dercy já sabe no que isso vai dar...

Consegui 100 reais pelo meu Nintendo 64 na feira. Vendi sem remorsos, o console era ruim mesmo. Depois disso, dei o dinheiro pra um amigo meu, que tem cartão de crédito, comprar o DS pra mim pela internet. Compramos um modelo dourado, com a Triforce desenhada nele.

3 meses de espera depois, o portátil chega. Na cor rosa chiclete.

Beleza.

Agora eu tinha um Nintendo DS! Agora eu era foda, tendo um portátil atual, que muita gente tem, e equipado com R4 e tudo mais o que eu tinha direito. AWESOME! =Dd

Mas a vida…

Ah, a vida…

Essa sim é uma caixinha de surpresas.

Estava eu jogando Phantasy Star Zero feliz da vida, e o Led do aparelho fica vermelho, indicando que a bateria tava indo embora. Não podia desligar o console, ou perderia quase 2 horas de jogo! Fechei o DS, liguei o carregador dele na tomada e tornei a abri-lo. A tela de cima estava completamente branca, apenas com alguns riscos pra dar sinal de vida.

……

Desliguei, liguei, bati na tela, bati na bateria, e nada de voltar ao normal.

ÓTIMO.

Minha reação na hora do ocorrido.

Comecei a gritar feito um louco morrendo entrar em desespero. Meu DS estava FUDIDO! PUTA QUE PARIU! Por que porra de motivo eu não posso ter nada bom?! Por que comigo nada dá certo por muito tempo?!

Tentei dormir. Não consegui. Passei a noite em claro, mal cabendo em mim de puro ódio.

Amanheceu, liguei o PC e busquei respostas para o ocorrido usando a INTERWEBZ. O problema parecia ser simples, só ajeitar um flat cable dentro do aparelho. Peguei um ônibus e fui numa autorizada saber exatamente o que era, fazer um orçamento e tal, pra não fazer a merda de abrir o bicho e fuder tudo de vez. Afinal, é de mim que eu estou falando. Era perfeitamente possível que, enquanto eu tentasse abrir, o DS explodisse na minha cara, levando minha cabeça junto. Do jeito que eu tenho sorte…

Como se tratava de algo simples, achava eu que o serviço sairia por uma bagatela. Ledo engano: o cara nem olhou o console e já foi falando que tava quebrado, dizendo que o conserto sairia por R$150 reais.

150 dinheiros.

O preço do aparelho.

Essa imagem expressa muito bem o que eu estou sentindo no momento.

Pois é, amigos. Perdi meu Nintendo DS. E perdi de uma maneira extremamente aleatória e idiota, como todos os meus portáteis anteriores. E sabem qual foi a conclusão em que eu cheguei?

Eu sofro uma maldição. Isso mesmo. Nenhum, eu repito, NENHUM console de pequeno porte durou mais de 3 meses na minha mão, sendo destruídos/perdidos/whathever em tempo recorde. Entendam, eu sou uma pessoa extremamente azarada em todos os aspectos da minha vida, mas eu jamais esperei que pudesse ser tão desgraçado até com videogames. Eu não tenho solução.

E pra fechar com chave de ouro o acontecido, pouco tempo depois de toda essa tragédia eu leio uma entrevista com o pessoal do Hermes e Renato, onde eles dizem que quando forem pra record não vão usar nehum personagem antigo, inclusive o Joselito e o Boça. Alguém atire na minha cabeça, por favor. BEM NO MEIO DELA.

-Efeito força do destino: Vocês conhecem alguém que conseguiu perder sua maior diversão de uma maneira tão imbecil, na semana do maior feriado do ano, e sem ter feito absolutamente NADA de errado? Eu duvido.

Ira.

É isso aí. Até a próxima.

Pensamento do dia: “Se não fosse sua má sorte, você não teria sorte alguma”.


Anúncios

24 Responses to Boletim especial – The Belmont’s portable curse

  1. Cosmão says:

    Vc deveria mandar esse texto pra alguma revista, ficou mto foda, talvez vc tire alguma grana com isso (é sério).

    Quanto ao DS, provavelmente é o cabo flat mesmo, EU abriria na boa, mas aí é com vc.

  2. GLStoque says:

    Isso é Digno daquele quadro da Denise Fraga.
    Acho que você está com um Exu sabe?
    Tipo indaca mesmo.
    Sério.

  3. Matt says:

    Vamos tentar analisar caso a caso

    1. O GB Pocket deve ter sido vitima de um INTENSO CHOCALHAR dentro da mochila, no caminho de volta pra sua casa de bicicleta…

    2. O cachorro comer o GBA foi fruto de puro AZAR ou simples descuido em largar o portátil em local acessível ao canino.

    3. O Game Gear, seria mais um caso de descuido? Será que você ligou uma fonte 110v numa corrente 220v sem perceber, na usura pra jogar

    4. Esse DS veio de um remetente DUVIDOSO, pode tratar-se de um portátil TALIBÃ e com peças FULEIRAS, demorou pra parar ainda mas parece ter uma solução simples. Sugiro você mesmo abrir o troço e verificar o encaixe do flat que liga a tela de cima.

    Mas você reclama que não tem grana, e olha só quantos consoles você teve!! :D

  4. Pugna/Gagatek says:

    Realmente muito foda sua historia, mas em relacao ao ds rosa-chiclete da Deal Extreme voce deve saber que os DS’s deles sao todos refurbished.

    Como os cosmão disse, abre ele e meche no cabo, afinal de contas voce nao vai perder muito mais do que isso mesmo.

  5. Caralho mano… vc tá com um encosto…

    Vai na Universal q eles tiram isso de vc por uma bagatela de R$ 300,00 para garantir a sua libertação deste demonio =P

  6. BigCareer says:

    1 – Tu não teve só azar, foi burro pra caralho também. Trocar um Dreamcast com 2 jogos originais por GBA com uma fita pirata??? Tudo bem que o Dreamcast tava fodido, mas foi uma troca besta. O caso do Game Gear, evidentemente foi ligar 110 no 220.

    2 – Nintendo 64 não é um console ruim, mereceu se fuder só por causa disso.

    3 – Não se leva console pra consertar em autorizada, é óbvio que eles metem a faca. Procura um outro lugar aí que conserte que provavelmente fazem bem mais barato.

    P.S.: Filho da puta, fui dormir ontem as 4:30 e tu já tinha saído e não tinha postado essa porra! Mereceu se fuder só por isso _|_

  7. Tio_Panda says:

    Tu tem sexo nas mãos!!! No que tu põe a mão tu fode!!! XD

    E caramba… tá todo mundo jogando o tal do phantasy star 0… eh tao bom assim mesmo? Eu fui jogar no emulador no notebook da minha mae com resolução boa e filtros do myzoom e ficou tao lerdo que broxei… com graficos ruins eh frustrante, com graficos bons mas tela diminuto tbm eh triste…aih desisti.. mas talvez agora deva tentar de novo aki no meu pc q eh bem melhor q a batedeira de bolo dos meus pais…
    Soma bringer eh outro q um dia vou ter q tentar tbm… =p

    Cara… no mais, desculpa aih, mas eu ri pra caralho, enretanto, eu consigo sentir seu inferno astral… eu me solidarizo com tua historia… só que infelizmente eu nao sou o governo brasileiro e eu nao tenho condições de mandar donativos ou cestas basicas… o maximo q posso fazer eh indicar um bom emulador de ds q tenho usado…

    enfim…. Get over!! Como diz o comercial da Hilux, sem os obstaculos o mundo seria muito entediante… *se mata*
    x_x

  8. VIDEL says:

    epic win por post!
    epic fail pra tua vida, putz yasu quanta desgraça heim? :/
    veja pelo lado bom…. sobrou mais tempo pra fvc fazer outras coisas :X

  9. Smarnoff says:

    Apesar de ser um fudido, você teve muito mais consoles que eu. Só tive 4 consoles até hoje e em média 4 anos depois do lançamento (no caso do playstation 2 foram 8 anos), e nem por isso me considero um fudido.
    Resta tentar o PSP agora…

  10. colimar says:

    Mas que caralhos

  11. Max Carnage says:

    Caralho.. pelo menos o ds ainda tem conserto bicho =P
    ótimo post apesar da triste historia

  12. Gabe says:

    (achei tao interessante q resolvi comentar -q) caramba hein x.x
    Mas você reclama que não tem grana, e olha só quantos consoles você teve!! :D²

    eu tive um super nintendo, um playstation e agora to com um ps2 q comprei no final do ano passado u_u

    alias, q desgraça toda hein D:
    o DS ainda tem conserto, tenta ai como o povo ta dizendo rs

  13. Erico says:

    Hermes e Renato na Record?

  14. bagy says:

    procure uma ajuda espiritual, só digo isso :x
    eu, no seu lugar, apelaria demais.. hehe
    ps.: tu se garante muito, sabe fazer piada da própria desgraça, :x

  15. Fabricio K. says:

    Puta kagada a do N64!
    Eu tinha um amado e venerado N64 comprado por 150 pilas,maaaaasssss…
    Só tinha um controle e um jogo ,jogo aliás que me fez passar a odiar jogos de football : International SuperStar Soccer 64.Putz ,jogo de football com só um jogador…..
    Eu já tive a oportunidade de comprar os maiores clássicos do console como The Legend of Zelda OOT , F-ZERO X, Rush ,StarFox 64 ,Jet Force Gemini Quake , Mystical Ninja e.. SUPER MARIO 64!!!!!!!!!!!
    mas meus pais eram pão duros e não queriam comprar os jogos (60,00 $) pra mim e nem mais um controle (25 $)
    Já desiludido puto decidi vender o console por 70 R$!!!!!
    Arrependido pela cagada ,e porque os jogos tinham baixado pra 30 R$ , tentei comprar de volta o console , mas o cara já tinha vendido.
    E é a coisa da qual eu mais me arrependo nos meus 16 anos de vida……
    FFFFFUUUUUUFFFFFFFFFUUUUUUUUUUU!!!!!!!!!

  16. Fabricio K. says:

    Agora tente:

    WonderSwan/WonderSwan Color
    Virtual Boy
    PSP
    Dingoo

    Se você conseguir destruir o Dingoo ,DESISTA!
    Já aconteceu tudo enquanto é merda com o meu
    e ele funciona direitinho :
    Mordida de cachorro (coisdedoido) , caiu na máquina de lavar e de uns 1,60 metros de altura

  17. colimar says:

    Me veio à cabeça agora se essa parte da história da fonte do Mega Drive não pode ser verdade: como tu falou, entrar no game Gear ela entrou; o problema aqui é que ele ia funcionar se fosse uma voltagem menor, que seria o caso de tu arrumar uma daquelas fontes que tem um monte de plugues e várias opções de corrente. Me lembro que a do Mega funcionava acho que com 15, o Game Gear seria com bem menos

  18. DragonZord says:

    Desculpe a sinceridade, mas passei mal de tanto rir aqui uahahahhahaa De fato é muita desgraça junta, mas vá lá, com o DS talvez até tenha salvação. mesmo com 150 de concerto, ainda sai bem mais barato que se compresse em uma loja por aqui.

    É como diz meu chefe: “quando chove merda nunca garoa.”

  19. 9voltclub says:

    Ainda acho q é culpa do preço barato demais

  20. JoTaH says:

    cara, que situação hein? ta precisando de ajuda… ESPIRITUAL! UAUAHAUHAUHAUHA. ae, fica assim não… mantenha a calma e pense nas posibilidades, quem sabe algum amigo seu sortudo e com “habilidades” em abrir coisas eletronicas te da uma mãozinha pow. “eu até faria isso, mas o fato de morar em salvador não cola ^^’ ” abraços.

  21. claudio says:

    na moral tu eh um fudido como q uma pessoa fode umds assim tão rap soh era tu dar pause pegar o carregador e botar no ds vc ia continuar jogando mas já q a merda foi feita não adianta falar isso o jeito é vc consertar ou comprar um novo, aconselho a se vc tiver algum parente q more ou na europa ou nos estados unidos (no japão é bem mais barato mas é bem caro o frete neh!) e vc compre ou o dsi ou o dsi XL o lite tb é bom mas só se vc tiver pobre e fudido(como sempre na história de cima) o dsi é mais forte e resiste a mt porrada e o XL além de ser mais caro e ter telas de 5.1 polegadas se seu cahorro morder(se tiver vivo)ele vai quebrar tds os dentinho lindos e fará alguns arranhãozinhos mas continuará brilhando acredite eu tenho o dsi e uso o R4i se encontra na feirinha mas o ak2i é melhor falow povo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: